Exportadores brasileiros de alimentos temem barreiras de nova lei americana

publicado em 24 de julho de 2013

Membros do governo e da iniciativa privada temem que a regulamentação da Lei de Modernização da Segurança Alimentar (FMSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos imponha barreiras não tarifárias às exportações brasileiras de alimentos para aquele país.

Em vigor desde 2011, a FMSA tem o objetivo de melhorar os processos destinados a garantir a segurança dos produtos consumidos nos EUA. Ao todo, a legislação precisará de 50 regulamentações específicas até junho de 2015.

Para a Confederação Nacional da Indústria (CNI) do Brasil, o risco é que o processo seja cooptado por grupos de interesse. “Risco de protecionismo disfarçado sempre existe”, afirma Diego Bonomo, gerente-executivo de comércio exterior da entidade.

(mais…)

Camex reduz Imposto de Importação para pás carregadeiras, escavadeiras e retroescavadeiras

publicado em 23 de julho de 2013

CAMEX
Foram publicadas nesta terça-feira (23), no Diário Oficial da União, a Resolução Camex n° 54, que altera a Resolução Camex n° 70/2012 e a Resolução Camex n° 55, que altera a Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum do Mercosul (Letec). A primeira medida, exclui da lista de elevações tarifárias, em vigor desde outubro de 2012, as pás carregadeiras. A partir de hoje até 31 de outubro de 2014, o produto terá o Imposto de Importação reduzido de 25% para 14% com cota de 300 unidades.

(mais…)

Fluxo cambial está negativo em US$ 2,48 bilhões neste mês até dia 19

publicado em 23 de julho de 2013

O saldo da entrada e saída de dólares do país, fluxo cambial, ficou negativo em US$ 2,484 bilhões, neste mês, até o dia 19, informou hoje (23) o Banco Central (BC).

A maior parte do resultado negativo veio do segmento financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações), com US$ 1,590 bilhão. O fluxo comercial (operações relacionadas a exportações e importações) também registrou saldo negativo, de US$ 893 milhões.

(mais…)

Contas externas têm déficit de US$ 43,4 bilhões no primeiro semestre

publicado em 23 de julho de 2013

AMAISDOLAR
O déficit em transações correntes, que são as compras e as vendas de mercadorias e serviços do país com o resto do mundo, ficou em US$ 3,953 bilhões, em junho, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (23). No mesmo mês do ano passado, o resultado negativo alcançou US$ 4,393 bilhões.

No primeiro semestre, o saldo negativo das transações correntes ficou em US$ 43,478 bilhões, contra US$ 25,244 bilhões em igual período de 2012. O resultado no primeiro trimestre correspondeu a 3,82% de tudo o que o país produz – Produto Interno Bruto (PIB).

A balança comercial, que integra a conta de transações correntes, registrou déficit de US$ 3,092 bilhões, no primeiro semestre. A conta de serviços (viagens internacionais, transportes, aluguel de equipamentos, seguros, entre outros) ficou negativa em US$ 22,158 bilhões, enquanto a de rendas (remessas de lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários) registrou déficit de US$ 19,770 bilhões, nos seis meses do ano.

(mais…)

Reintegra é prorrogado e desoneração da folha chega ao varejo

publicado em 23 de julho de 2013

acalçados
Benefício que devolve 3% para exportadores vale até 31 de dezembro de 2013

O Reintegra, programa de incentivo às exportações do governo federal que devolve 3% do faturamento total com exportações para a indústria exportadora, foi prorrogado até 31 de dezembro de 2013. A medida, anunciada no Diário Oficial, será reatroativa à 4 de junho, quando venceu o benefício, é comemorada pelos calçadistas.

O presidente-executivo Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein, ressalta que a medida torna a indústria brasileira mais competitiva frente aos desafios impostos no mercado externo, que vão desde a oscilação cambial até a concorrência desleal aos produtos asiáticos. Segundo o executivo, “a prorrogação do Reintegra representa um importante benefício para o setor exportador brasileiro e demonstra que o governo federal está empenhado na desoneração da produção e das exportações”.

(mais…)

Dilma altera quadro de poder nos transportes

publicado em 23 de julho de 2013

SERGIO MOTTA
De Sérgio Motta *

Quando o Senado vetou Bernardo Figueiredo para o cargo de diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a presidente Dilma não se aborreceu. Criou especialmente para ele a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), estatal que em muitos organogramas oficiais aparece acima dos ministérios da área – Ministério dos Transportes, Secretaria Especial de Portos (SEP) e Secretaria de Aviação Civil (SAC) – como entidade de cúpula. Assim, mesmo sem aval do Senado, Dilma, no seu estilo duro, resolveu dar faca e queijo para Figueiredo.

Mas parece que a situação está mudando. A Folha de São Paulo publicou matéria com o seguinte título: “Bernardo Figueiredo perde status de ‘capitão’ dos transportes de Dilma”. Diz o jornal paulista: “Em menos de um ano, o presidente da EPL, Bernardo Figueiredo, perdeu o posto de todo-poderoso dos transportes e foi colocado na geladeira por Dilma Rousseff. Figueiredo não participa mais de decisões sensíveis do setor e suas posições sobre os transportes estão sendo preteridas pelas do secretário do Tesouro, Arno Augustin”.

(mais…)

Balança comercial: terceira semana de julho tem superávit de US$ 558 milhões

publicado em 22 de julho de 2013

ABALANÇA1
A balança comercial, na terceira semana de julho (15 a 21), com cinco dias úteis registrou superávit de US$ 558 milhões, com média diária de US$ 111,6 milhões, e corrente de comércio de US$ 10,184 bilhões (média de US$ 2,036 bilhões).

A semana teve exportações de US$ 5,371 bilhões, com média diária de US$ 1,074 bilhão. Este resultado está 18,9% acima da média de US$ 903,4 milhões, verificada até a segunda semana do mês. Neste comparativo, houve crescimento nas exportações de produtos semimanufaturados (71,8%), com aumento nas vendas de açúcar em bruto, celulose, ouro em forma semimanufaturada, semimanufaturados de ferro e aço, e ferro-ligas.

Entre os básicos (30,8%), a alta alcançou, principalmente, minério de ferro, petróleo em bruto, farelo de soja, carne bovina e milho em grãos. As vendas de manufaturados (-6,6%) retrocederam em razão de plataforma para extração de petróleo, aviões, açúcar refinado, etanol e calçados.

(mais…)

Projeção para o crescimento da economia cai para 2,28% este ano

publicado em 22 de julho de 2013

A projeção de instituições financeiras para o crescimento da economia, este ano, caiu pela décima semana seguida. De acordo com a pesquisa semanal do Banco Central (BC) ao mercado financeiro, a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, desta vez, passou de 2,31% para 2,28%. Para 2014, também houve redução, de 2,80% para 2,60%.

A estimativa para a expansão da produção industrial passou de 2,23% para 2,10%, este ano, e segue em 3%, em 2014.

A projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB segue em 35%, este ano, e em 34,9%, no próximo ano.

A expectativa para a cotação do dólar subiu de R$ 2,20 para R$ 2,24, no final deste ano, e segue em R$ 2,30, ao fim de 2014.

(mais…)

Serviços de consultorias para comércio exterior

publicado em 22 de julho de 2013

MADEE
Nossos consultores realizam serviços de consultoria para empresas exportadoras:

(mais…)

Alta do dólar não impedirá queda no saldo da balança comercial, dizem especialistas

publicado em 20 de julho de 2013

ADOLARES
Atualmente em R$ 2,24 e com alta acumulada de 9,4% no ano, o dólar incentiva as exportações ao tornar os produtos brasileiros mais competitivos no exterior. A subida da moeda norte-americana, no entanto, não se traduzirá em saldos melhores na balança comercial. Segundo especialistas, a queda no preço internacional das commodities (bens agrícolas e minerais com cotação no exterior) e o aquecimento das importações praticamente anularão os efeitos do câmbio sobre o superávit comercial.

De acordo com os especialistas, as perspectivas em relação à cotação das commodities foi o principal fator que fez a diminuição do superávit da balança comercial cair, apesar da disparada do dólar nos últimos meses. De acordo com o Boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central com instituições financeiras, a projeção do superávit da balança comercial, que somava US$ 7,35 bilhões no início de junho, caiu para US$ 6 bilhões na semana passada.

(mais…)

  • Anuncie Aqui

Página 302 de 323« Primeira...102030...300301302303304...310320...Última »