Exportações do agronegócio brasileiro totalizam US$ 8,73 bilhões em março

publicado em 12 de abril de 2017

Vendas externas do setor representaram 43,5% do valor total embarcado pelo país no mês passado

O agronegócio representou 43,5% do valor total das vendas externas brasileiras no mês passado. Os embarques do setor somaram US$ 8,73 bilhões – recorde para os meses de março –, com aumento de 4,6% em comparação aos US$ 8,35 bilhões alcançados em março de 2016. Com as importações de US$ 1,39 bilhão, o saldo da balança comercial do agro foi de US$ 7,34 bilhões, com acréscimo de 2,3% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Os números foram divulgados nesta quarta-feira (12) pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Em março, o complexo soja representou 46,5% de todas as exportações do agronegócio. Em seguida, aparecem carnes, com 15,4%; produtos florestais, com 10,1%; complexo sucroalcooleiro, com 8,8%; e café, com participação de 5,8%. Juntas, as vendas externas dos cinco setores equivalem a 86,7% do total exportado pelo agro em março de 2017.

(mais…)

Exportação de carne tem crescimento em março

publicado em 12 de abril de 2017

As exportações brasileiras de carne bovina renderam US$ 501 milhões em março, um aumento de 22% sobre fevereiro. Foram embarcadas 125 mil toneladas, um crescimento de 20% na mesma comparação. Em relação a março do ano passado, quando as vendas externas somaram US$ 517 milhões, houve um recuo de 3% no faturamento. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (11) pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec).

“Os resultados positivos registrados em março demonstram a força da indústria brasileira de carne bovina e seu potencial como exportadora. Os dados confirmam que a operação policial, desencadeada em 17 de março, não foi capaz de afetar substancialmente a média das exportações, até porque muitos mercados que interromperam as negociações após a notícias veiculadas, reabriram rapidamente, demonstrando confiança na carne bovina brasileira”, disse o presidente da Abiec, Antonio Jorge Camardelli, em nota divulgada pela entidade.

(mais…)

Secretaria-Executiva da Câmara de Comércio Exterior volta para o MDIC

publicado em 11 de abril de 2017

Decreto publicado no DOU desta terça-feira determina que ministro Marcos Pereira presida o Comitê Executivo de Gestão da Camex

A Secretaria-Executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex) foi oficialmente transferida do Ministério das Relações Exteriores para MDIC nesta terça-feira. Conforme decreto presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU), o ministro Marcos Pereira, deverá indicar, nos próximos dias, o secretário-executivo da CAMEX.

O decreto também determina que Comitê Executivo de Gestão da Camex, o Gecex, passe a ser presidido pelo titular do MDIC. Cabe ao colegiado, entre outras atribuições, elaborar recomendações ao Conselho da Camex e supervisionar as recomendações do Comitê Nacional de Facilitação do Comércio (Confac) e do Comitê Nacional de Investimentos (Coninv).

(mais…)

Brasil fecha acordo que vai triplicar exportação de automóveis para a Colômbia

publicado em 11 de abril de 2017

O Brasil fechou um acordo com a Colômbia que vai triplicar as exportações de automóveis para aquele mercado no prazo de três anos. As vendas, que somaram 17,5 mil unidades no ano passado, devem chegar a 50 mil.

O ministro Marcos Pereira finalizou as tratativas do acordo durante agenda de trabalho em Buenos Aires na semana passada. Com vistas a fortalecer e aumentar o comércio entre Brasil e Argentina e com os demais parceiros da América Latina, o ministro participou da 4ª Reunião da Comissão Bilateral de Produção e Comércio Brasil-Argentina e da Primeira Reunião do Conselho de Ministros da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Mercosul.

(mais…)

Exportações de calçados desaceleram no primeiro trimestre

publicado em 11 de abril de 2017

Dados elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) apontam que as exportações de calçados desaceleraram nos primeiros três meses do ano. De janeiro a março foram embarcados 31,33 milhões de pares que geraram US$ 259 milhões, número 1,6% inferior em volume e 14,2% superior em dólares no comparativo com igual período de 2016 (31,84 milhões de pares e US$ 226,72 milhões).

O presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, explica que, embalados pela desvalorização do dólar, os preços dos produtos brasileiros para o exterior aumentaram 16%, de US$ 7,12 para US$ 8,27 o par. “Em um primeiro momento, avaliando a cifra em dólares, podemos chegar à conclusão de que os embarques aumentaram, mas não é o correto. Nossos calçados, em virtude da subvalorização da moeda norte-americana, ficaram mais caros, pois nossos custos são em reais, moeda hoje mais forte”, comenta, acrescentando que, nos últimos meses do ano passado – quando as exportações aumentaram mais de 30% – as coleções haviam sido negociadas com um dólar próximo a R$ 3,60. “As coleções que estão aparecendo agora nos levantamentos foram negociadas em novembro, dezembro e janeiro, com um dólar já no patamar de R$ 3,10 a R$ 3,15, por isso a queda já pode ser verificada”, avalia o executivo.

(mais…)

Previsão de negócios de US$ 12,5 milhões para o couro do Brasil

publicado em 11 de abril de 2017

A China é o maior importador de couros do Brasil e, ao mesmo tempo, é um parceiro com diferenças culturais e geograficamente distante dos curtumes brasileiros. A Missão Comercial China permitiu uma importante aproximação institucional entre os dois países e oportunizou novos contatos entre fornecedores do Brasil e possíveis clientes do país asiático. A missão foi organizada pelo projeto Brazilian Leather – iniciativa do Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para o incentivo às vendas deste produto nacional no Exterior.

Com as visitas e rodadas de negócios em indústrias calçadistas, de móveis, vestuário e artefatos localizadas na região de Dongguan, foi possível comercializar US$ 2,6 milhões em couros do Brasil e ter a expectativa de geração de US$ 12,5 milhões para os próximos 12 meses em exportações para os oito curtumes participantes. As atividades da missão priorizaram o relacionamento e a oportunidade de exposição das empresas brasileiras que, em cada visita, tiveram momentos específicos para apresentar suas empresas aos compradores chineses. “Houve uma aproximação institucional importante para o couro brasileiro nesta missão; algo que, sozinhos, não conseguiríamos atingir”, destacou Diego Nimo, do Curtume Nimo.

(mais…)

Comitiva de importadores de arroz virá ao Brasil

publicado em 11 de abril de 2017

Um grupo de sete importadores mundiais de arroz desembarca em breve no Brasil para uma série de visitas técnicas e rodadas de negócios com indústrias brasileiras fornecedoras deste cereal. Os importadores chegam a convite do projeto Brazilian Rice – iniciativa da Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para o incentivo às vendas de arroz do Brasil no mercado internacional. A agenda da comitiva será executada entre os dias 8 e 10 de maio, em Pelotas (RS), ocorrendo em paralelo às atividades da Expoarroz.

Este formato de ação se chama Projeto Comprador e se mostra historicamente positivo para a concretização de negócios, abertura de novos contatos e aproximação com importantes públicos para o arroz brasileiro. Nesta edição, há a estimativa de que a ação repercuta em cerca de US$ 10 milhões em negócios para os próximos meses. “Observamos a confirmação das boas expectativas iniciais da safra deste ano, então os prognósticos são positivos para as exportações”, destaca Gustavo Ludwig, gerente do projeto Brazilian Rice.

(mais…)

DC Logistics Brasil levará 10 árvores jabuticabeiras do Brasil para a China

publicado em 10 de abril de 2017

A empresal é a responsável pelo transporte incomum no setor logístico e que deve durar aproximadamente 37 dias de trânsito em alto mar

Quando você pensa em transporte de cargas o que vem a sua cabeça? Um monte de contêineres cheios de produtos como máquinas, peças ou alimentos? Pois uma operação especial vai te surpreender e fazer você rever os conceitos. A DC Logistics Brasil está levando 10 árvores jabuticabeiras de Antonina (PR) para Shanghai, na China. “Esse tipo de operação não é comum nem no Brasil nem no mundo. Elas estão sendo transportadas a pedido de uma empresa especializada em plantas”, revela o Inside Sales da DC Logistics Brasil, Leandro Ribinski.

O transporte das árvores, com aproximadamente seis metros cada, será feito por navio e exige cuidados extras. Cada uma delas está em uma espécie de container aberto, chamado de flat rack. “As raízes receberam um composto químico e dentro de cada container existe um mecanismo para que elas recebam água e cheguem perfeitas ao destino. A operação só foi possível, devido a autorização concedida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”, destaca Leandro. “É um grande projeto, que vai nos trazer a oportunidade de contribuir para o plantio de árvores frutíferas brasileiras em solo Chinês. Esse trabalho diferenciado reforça porque a DC Logistics Brasil é destaque no setor há 23 anos”, diz o diretor da DC Logistics Brasil, Guilherme Mafra.

(mais…)

Brasil deve usar melhor mecanismos da OMC para derrubar barreiras às exportações, avalia CNI

publicado em 10 de abril de 2017

Estudo mostra que as chances de um país derrubar uma barreira ao seu comércio aumentam conforme o número de reclamações. Até 50% das medidas sanitárias e fitossanitárias chegam a ser alteradas.

As exportações brasileiras poderiam ser mais expressivas se o país aproveitasse melhor mecanismos da Organização Mundial do Comércio (OMC) para derrubar barreiras comerciais. Ao contrário do que fazem os Estados Unidos e países europeus, o Brasil subutiliza os Comitês para Levantar Preocupações Comerciais Específicas na OMC. Essa é a conclusão do Relatório sobre Estratégias de Acesso a Mercado: mecanismos não litigiosos para solução de controvérsias na OMC, da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Promoções de Investimentos (Apex-Brasil).

Os comitês funcionam como a conciliação na justiça comum. Se as partes chegam a um acordo, a questão está resolvida. Sem acordo, elas podem decidir começar a disputa numa instância superior. São nesses foros que as principais economias do mundo conseguem eliminar metade das barreiras impostas a seus produtos industriais e agrícolas. Os Estados Unidos, seguido da União Europeia, Índia, México e Austrália são os países que mais levaram questões aos comitês especiais da OMC nos últimos 20 anos.

(mais…)

Balança comercial: exportações aumentam 22% na primeira semana de abril

publicado em 10 de abril de 2017

Vendas externas superaram importações em US$ 1,596 bilhão

Com cinco dias úteis, a primeira semana de abril teve superávit de US$ 1,596 bilhão, resultado de exportações no valor de US$ 4,688 bilhões e importações de US$ 3,092 bilhões. No ano, as exportações somam US$ 55,151 bilhões e as importações, US$ 39,137 bilhões, com saldo positivo de US$ 16,014 bilhões.

Nas exportações, se compararmos as médias da primeira semana (US$ 937,7 milhões) com a que foi registrada em abril do ano passado (US$ 768,6 milhões), houve crescimento de 22%, em razão do aumento nas vendas das três categorias de produtos: semimanufaturados (+32%; por conta de açúcar em bruto, ouro em formas semimanufaturadas, óleo de soja em bruto, ferro-ligas, couros e peles), manufaturados (+28,6%; em função de automóveis de passageiros, veículos de carga, hidrocarbonetos e derivados halogenados, açúcar refinado, óxidos e hidróxidos de alumínio) e básicos (+14,9%; influenciadas, principalmente, por soja em grãos, minério de ferro, carne suína, bovinos vivos, tripas e buchos de animais, minério de alumínio).

(mais…)

  • Anuncie Aqui

Página 10 de 310« Primeira...89101112...203040...Última »