• Anuncie Aqui

Nota da ABPA sobre embargo europeu da carne de frango do Brasil

publicado em 20 de Abril de 2018

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) lamenta a suspensão da habilitação de 20 plantas exportadoras de carne de frango pela União Europeia, conforme informações divulgadas pela autoridade sanitária do bloco econômico.

A associação considera infundada a decisão tomada pelos estados europeus, como uma medida protecionista que não se ampara em riscos sanitários ou de saúde pública. A decisão tomada hoje pela Comunidade Europeia é desproporcional e inconsistente diante das regras estabelecidas pelo Acordo de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Exatamente por isto, a ABPA encomendou um estudo que embasará o painel que o Brasil poderá apresentar na OMC contra a União Europeia, conforme já anunciado em coletiva pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi. No painel proposto, deverão ser questionados os critérios determinados para os embarques de produtos salgados (com apenas 1,2% de sal adicionado), que são obrigados a cumprir critérios de análises para mais de 2,6 mil tipos de Salmonella. Para que se tenha uma ideia, ao produto estritamente in natura (sem sal adicionado) pesam apenas análises para dois tipos de Salmonella.

Ministro reafirma ingresso na OMC para contestar barreiras da UE contra frango brasileiro

publicado em 20 de Abril de 2018

Blairo Maggi informou ao presidente sobre o deslistamento de exportadores de aves para o bloco e disse que irá brigar pelo livre comércio

O deslistamento de frigoríficos exportadores de aves à União Europeia deverá ser respondido pelo Brasil com a abertura de um painel na Organização Mundial do Comércio (OMC), conforme reafirmou o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), durante entrevista em Campo Mourão (PR).

O assunto já foi levado na véspera ao presidente da República Michel Temer, informou Maggi. “Informei a forma como somos tratados dentro das cotas de exportação. Nossa reclamação é que a Comunidade Europeia diz que é uma questão de saúde, mas se o Brasil pagar uma tarifa de 1.024 euros por tonelada e mandar tudo como carne in natura, entra sem nenhum problema. Então não é uma questão de saúde. E é isso que nós vamos reclamar na OMC”, explicou. Pagando a tarifa extra-cota, as exigências sanitárias quanto a salmonellas são reduzidas de 2600 tipos da bactéria para dois.

O painel na OMC, segundo o ministro, servirá para discutir as cotas. “Estamos sendo penalizados. Há uma proteção de mercado que a gente não quer mais aceitar. Vamos brigar pelo espaço conforme o mercado mundial preconiza, que deve ser livre entre os países”. Disse ainda ter a certeza de que “estamos corretos nesse pleito e que a Comunidade Europeia está errada. Podemos reparar isso e receber um tratamento conforme o Brasil precisa”.

(mais…)

ESTUDO INÉDITO APRESENTA DEZENAS DE OPORTUNIDADES NO CANADÁ PARA EXPORTADORES BRASILEIROS

publicado em 18 de Abril de 2018

A Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC) acaba de lançar, em São Paulo, os guias Oportunidades Canadenses para Exportadores Brasileiros e Brazilian Opportunities for Canadian Exporters, que reúnem cerca de 250 itens com potencial para abertura ou ampliação de mercado no Canadá e no Brasil.

O mapeamento inédito é resultado do cruzamento de dados oficiais do Sistema Harmonizado (HS), importações totais, ranking das importações, concentração de mercado, origem das importações, tamanho de mercado e estudos do Euromonitor International. Para tornar o estudo ainda mais completo, a equipe de Inteligência Comercial da CCBC avaliou as principais empresas e marcas, impostos e regulamentação.

(mais…)

Café Solúvel do Brasil é exportado para 106 países

publicado em 18 de Abril de 2018

As exportações do Café Solúvel do Brasil foram realizadas para 106 países em 2017, cujo volume foi equivalente a 3,46 milhões de sacas de 60kg, e geraram uma receita cambial de US$ 639,22 milhões. Esse volume representou uma redução aproximada de 11%, se comparado com o ano de 2016 e, ainda, de 2% na comparação com 2015. Com essa performance, pode-se afirmar que o café solúvel brasileiro perdeu o que havia conquistado em termos de venda ao exterior nos dois anos anteriores citados, e assim retrocedeu a idêntico volume exportado em 2014.

O menor desempenho das exportações do solúvel brasileiro em 2017, ora objeto desta análise, pode ser atribuído diretamente à redução da produção nas lavouras do café conilon, produto essencial para a industrialização do solúvel, o que gerou obviamente uma crise no abastecimento desse tipo de café no País, principalmente no período de agosto de 2016 a abril de 2017, como consequência direta da estiagem que acometeu o maior estado produtor de conilon do País – Espirito Santo.
(mais…)

Brasil vai ampliar exportação de carne para China e iniciar embarques à Indonésia e Coréia do Sul

publicado em 17 de Abril de 2018

Negociações, de acordo com ministro Blairo Maggi, devem viabilizar também a retomada de embarques de cortes suínos à Rússia

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, anunciou nesta terça-feira (17) a abertura de novos mercados às carnes brasileiras. Informou que estão em fase final as negociações para início das exportações de carne bovina para a Indonésia. Missão técnica da Indonésia chegou nesta segunda-feira (16) ao Brasil e vai ficar no país até a sexta-feira (20), visitando frigoríficos em diversos Estados. Posteriormente, serão definidos os detalhes para a elaboração do Certificado Sanitário Internacional (CSI) que viabiliza os embarques do produto.

A Coréia do Sul será outro novo mercado que se abrirá para o Brasil. Os coreanos irão importar a carne suína brasileira, fornecida pelo estado de Santa Catarina, por ser área livre da febre aftosa sem vacinação. As tratativas serão concluídas nos próximos dias.

(mais…)

No Egito, empresários brasileiros encontram oportunidades

publicado em 17 de Abril de 2018

O segundo país visitado pela Missão ao Norte da África organizada pela Câmara Árabe está em bom momento econômico e busca produtos brasileiros, puxado por acordo comercial que entrou em vigor no ano passado.

Impulsionados pelo acordo comercial Mercosul-Egito que entrou em vigor no fim do ano passado, empresários do país africano demonstram muito interesse em importar produtos brasileiros de diversos segmentos. No segundo destino da Missão ao Norte da África organizada pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira, os empresários brasileiros participaram de reuniões, conseguiram novos contatos e se aprofundaram um pouco mais na economia egípcia, que está em recuperação.

“Foi uma troca de experiências muito interessante”, contou Vitor da Silva, gerente financeiro da Soy Brasil, trading de milho e soja com sede em Curitiba (PR), por telefone à reportagem da ANBA. Além das reuniões com compradores egípcios, ele destaca o coquetel oferecido pelo embaixador brasileiro no Cairo, Ruy Amaral: “Além da comitiva brasileira, participaram do evento empresários locais e o pessoal da embaixada. Foi muito bom, porque pudemos saber um pouco melhor sobre como o Egito está se comportando na economia e nas relações comerciais”, explicou.

(mais…)

Balança comercial: segunda semana de abril tem superávit de US$ 1,829 bilhão

publicado em 16 de Abril de 2018

Exportações somaram US$ 5,244 bilhões e importações, US$ 3,415 bilhões

Na segunda semana de abril de 2018, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,829 bilhão, resultado de exportações no valor de US$ 5,244 bilhões e importações de US$ 3,415 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 64,173 bilhões e as importações, US$ 46,897 bilhões, com saldo positivo de US$ 17,276 bilhões.

A média das exportações da segunda semana chegou a US$ 1,048 bilhão, 14,9% acima da média da primeira semana (US$ 912,5), em razão do aumento nas exportações de produtos básicos (44,7%, por conta de magnésia calcinada, petróleo em bruto, minério de cobre, fumo em folhas e farelo de soja). Já as vendas de produtos semimanufaturados tiveram queda (-25,5%, em função de óleo de soja em bruto, ferro fundido bruto e ferro spiegel, açúcar em bruto, ouro em formas semimanufaturadas e celulose). Também caíram as exportações de manufaturados (-6,1%, em razão de gasolina, etanol, motores e turbinas de aviação, motores, geradores e transformadores elétricos e óxidos e hidróxidos de alumínio).

(mais…)

Exportações brasileiras crescem acima da média mundial

publicado em 13 de Abril de 2018

Segundo a OMC, Brasil teve o 6º maior crescimento das vendas externas entre os trinta principais exportadores mundiais

O Brasil ampliou seu percentual de participação nas exportações mundiais em 2017. O dado integra o relatório “Trade and Statistics Outlook” divulgado hoje pela Organização Mundial do Comércio (OMC).

O documento aponta que o comércio mundial apresentou o maior crescimento em volume em seis anos, ao registrar uma expansão de 4,7%, no ano passado. Em valor, as exportações mundiais aumentaram 10,6%.

O Brasil registrou aumento acima da média mundial. As exportações brasileiras, cresceram 17,5 % em valor, em 2017, depois de cinco anos de quedas consecutivas. O resultado levou à ampliação da participação brasileira nas vendas mundiais para 1,23% do total – contra 1,16% em 2016. O índice de 2017 para o Brasil é o maior desde 2013, quando chegou a 1,28%.

(mais…)

Publicada lista de produtos que podem ser alterados no Sistema Geral de Preferências dos EUA

publicado em 12 de Abril de 2018

O SGP norte-americano dá tratamento tarifário preferencial, com redução a zero da tarifa alfandegária, para produtos originários ou procedentes de países em desenvolvimento

Dentro da revisão anual 2017/2018 do Sistema Geral de Preferências (SGP), o Escritório do Representante de Comércio dos EUA (USTR) tornou públicas as datas para apresentação de petições de alteração de status dos países beneficiários. As petições devem ser feitas em inglês e entregues até 16 de abril eletronicamente pelo endereço http://www.regulations.gov. O USTR anunciará a decisão sobre quais petições serão aceitas para revisão, além de uma agenda para a audiência pública e a oportunidade para o público externo enviar comentários.

(mais…)

Exportações de carne passam a ser realizadas exclusivamente por meio do Portal Único de Comércio Exterior

publicado em 11 de Abril de 2018

A partir de amanhã (12 de abril), as exportações de produtos e subprodutos de origem animal submetidas ao Serviço de Inspeção Federal (SIF), e embarcadas em qualquer terminal do país, deverão, obrigatoriamente, ser registradas por meio do Novo Processo de Exportações do Portal Único de Comércio Exterior. A medida alcança os embarques de carne de aves, bovina e suína – que, em 2017, somaram US$ 14,9 bilhões e foram feitos por 410 empresas.

A mudança faz parte do cronograma de migração de todas as operações de exportação para o Novo Processo de Exportações do Portal Único de Comércio Exterior, que será concluído até o dia 2 de julho de 2018. Nessa data, serão interrompidos os novos registros nos sistemas atualmente utilizados para a realização de exportações (módulos Novoex, DE-Hod e DE Web). Esses módulos permanecerão disponíveis para consultas e retificações dos registros previamente efetuados.

(mais…)

  • Anuncie Aqui

Página 1 de 27412345...102030...Última »