Indústria pede manutenção da alíquota de 3% do Reintegra

publicado em 27 de fevereiro de 2015

cni.....12
A Confederação Nacional da Indústria (CNI) defende a manutenção da alíquota de 3% do Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras (Reintegra). A entidade, que representa os empresários industriais, espera que a permanência da alíquota seja incluída no Plano Nacional de Exportação, pacote de medidas que o governo federal pode anunciar em março para estimular as vendas ao mercado externo.

Conforme a CNI, o programa compensa o prejuízo que o sistema tributário causa ao exportador brasileiro, que, diferentemente dos concorrentes, arca com resíduos dos impostos indiretos. Para a indústria, é preciso ter regras claras e previsíveis que deem segurança aos investidores, que se programaram contando com o percentual de 3%, anunciado pelo Ministério da Fazenda no fim do ano passado para vigorar em 2015.

(mais…)

Governo eleva alíquotas de contribuição previdenciária de empresas

publicado em 27 de fevereiro de 2015

Dando sequência às medidas de ajuste fiscal na economia, o governo publicou hoje no Diário Oficial da União a Medida Provisória 669 que eleva as alíquotas da contribuição previdenciária das empresas sobre as receitas brutas. Na prática, a medida reduz a desoneração da folha de pagamentos, iniciada em 2011.

A MP dispõe também sobre a tributos ligados à realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 no Rio de Janeiro e altera os mecanismos de fiscalização no setor de bebidas frias.

No que se refere à contribuição previdenciária paga por determinados segmentos de empresas, o texto reduz a desoneração das folhas de pagamento. A desoneração da contribuição previdenciária sobre a folha de pagamentos das empresas começou a ser adotada em 2011 para reduzir os gastos com a mão de obra e estimular a economia.

(mais…)

Empresa Toni Salloum aposta no mercado árabe

publicado em 27 de fevereiro de 2015

toni-salloum-300x300
A indústria de calçados Toni Salloum, que tem sede na cidade paulista de Franca, aposta no crescimento das vendas para o mundo árabe. A empresa atende países da região há cerca de 30 anos e, atualmente, trabalha esse mercado com a estratégia de aumentar a comercialização de calçados de sua marca no exterior.

No final do próximo mês, a Toni Salloum participará de encontros de negócios com importadores do Oriente Médio em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em uma ação promovida pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“Ao Oriente Médio vendemos praticamente 100% com marca própria”, afirmou o gerente de exportações da empresa, Cícero Castro. O executivo relata que os árabes compram principalmente a linha de conforto e as cores preferidas são as básicas, preto, café e marrom claro. Os modelos enviados são majoritariamente de calçar e não de amarrar, segundo ele.

A Toni Salloum fabrica, majoritariamente, sapatos masculinos, mas produz também botas femininas. Todos os produtos são feitos em couro. A matéria-prima é principalmente peles bovinas, mas também é usado o couro caprino. A indústria tem sua unidade produtiva em Franca, com capacidade para produzir dois mil calçados ao dia. No local, trabalham entre 120 e 150 funcionários.

(mais…)

Novo presidente da Apex-Brasil nega fechamento de escritórios no exterior

publicado em 26 de fevereiro de 2015

O novo presidente da Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), David Barioni Neto, fala à imprensa após cerimônia de posse na sede da agência (Valter Campanato/Agência Brasil)

Barioni Neto diz que Apex pretende abrir mais uma unidade em Xangai, na ChinaValter Campanato/Agência Brasil

A Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) não pretende fechar escritórios no exterior, informou hoje (24) o novo presidente do órgão, David Barioni Neto. Ele ressaltou que a Apex tem planos de abrir mais uma unidade, em Xangai (China).

“Não temos planos de fechar escritórios. Se uma unidade for considerada ineficiente, ela será fechada, mas isso não está sendo questionado no momento. Muito pelo contrário, queremos expandir nossa atuação no exterior”, afirmou Barioni, após tomar posse. “Estaremos onde houver oportunidades de ampliar as exportações brasileiras.”

(mais…)

Governo lança programa para reduzir burocracia para pequenas e médias empresas

publicado em 26 de fevereiro de 2015

O governo lançou hoje (26) o Programa Bem Mais Simples Brasil e o Sistema Nacional de Baixa Integrada de Empresas, com medidas para desburocratizar os processos para abertura e fechamento de pequenas e médias empresas.

O Bem Mais Simples prevê medidas como redução da papelada necessária para abrir um negócio, unificação de cadastros, agrupamento de serviços públicos para os empreendedores em um só lugar e o fim de exigências que se tornaram dispensáveis com o uso de novas tecnologias, como a internet.

Com as mudanças, a expectativa é reduzir de 83 para até cinco dias, o tempo médio para abertura de uma empresa, informou a Secretaria da Micro e Pequena Empresa.

(mais…)

Faturamento do setor de máquinas e equipamentojaneiros cresce 3,1% em

publicado em 26 de fevereiro de 2015

AÇO
O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos cresceu 3,1% em janeiro em comparação ao mesmo mês do ano passado, somando R$ 5,557 bilhões. Em relação a dezembro, houve aumento de 0,1%, informou hoje (25) a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

De acordo com a Abimaq, as exportações do setor somaram US$ 785 milhões em janeiro, queda de 30,6% na comparação com o mesmo mês de 2014 e 31,9% em relação a dezembro. As importações totalizaram US$ 2,616 bilhões. O valor representa recuo de 12,7% em relação a janeiro de 2014. Na comparação com dezembro, no entanto, houve crescimento de 19,2%. Com isso, o déficit do setor cresceu 75,8% sobre o do mês de dezembro de 2014, alcançando US$ 1,831 bilhão. Em relação a janeiro do ano passado, a queda chegou a 2%.

(mais…)

Ministro do MDIC é o novo presidente do Conselho Deliberativo da Apex-

publicado em 25 de fevereiro de 2015

APEXX
O Conselho Deliberativo da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) teve o seu novo presidente empossado em Brasília. O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, assumiu o cargo na mesma ocasião em que David Barioni tomou posse como presidente da Agência.

O Conselho Deliberativo ainda tem representantes das seguintes instituições: Secretária da Micro e Pequena Empresa, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Confederação Nacional da Indústria (CNI), Ministério das Relações Exteriores (MRE), Câmara de Comércio Exterior (Camex) e Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). Entre as funções do órgão está a aprovação do estatuto social da entidade, da política de atuação institucional e a aprovação do planejamento estratégico da entidadeMinistro do MDIC é o novo presidente do Conselho Deliberativo da Apex-Brasil

Brasil bate recorde de crescimento com US$ 42 milhões em negócios na Feira ISM 2015

publicado em 24 de fevereiro de 2015

ABICAB
Este ano, o índice de crescimento em negócios por empresa foi de 87% ante 16% no ano passado; É o maior registro alcançado pela Sweet Brasil no evento nos últimos cinco anos

A Sweet Brasil, projeto setorial de promoção de exportação desenvolvida em parceria entre a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados – ABICAB – e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, levou 17 empresas brasileiras para a Feira Internacional de Doces e Confeitaria – ISM 2015, na Alemanha. Os resultados dos negócios, no valor de US$ 42 milhões, foram os melhores dos últimos cinco anos, registrando um recorde de crescimento.

Durante o evento, realizado no início de fevereiro, os negócios fechados renderam US$ 9,7 milhões. Já os negócios futuros para os próximos 12 meses poderão chegar à ordem de US$ 32,2 milhões, crescimento de 71% comparado com a Feira ISM 2014, quando as prospecções atingiram a ordem de US$ 18,9 milhões.

“A ISM 2015 foi muito importante para os empresários brasileiros que puderam negociar com compradores do mundo inteiro. Cada ano conseguimos conquistar mais espaço no mercado internacional. Estou muito satisfeito com os resultados”, analisa o vice-presidente de Exportação da ABICAB, Romualdo Silva. (mais…)

Secex realiza seminário sobre operações comerciais

publicado em 24 de fevereiro de 2015

COMERCIO EXTERIOR
O Departamento de Operações de Comércio Exterior (Decex) da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) realizará uma nova edição do Seminário de Operações de Comércio Exterior, no próximo dia 10/03/2015, no auditório da Secex, em Brasília. O evento é gratuito e aberto aos interessados. Para fazer a inscrição e conhecer os detalhes do evento, acesse o link.

Além da programação de palestras, os técnicos do Decex realizarão atendimentos individualizados sobre casos concretos previamente apresentados pelos participantes (despacho executivo). Para solicitar o atendimento, basta fornecer as informações indicadas e encaminhá-las junto com a solicitação de inscrição.

AEB apresenta propostas ao Plano Nacional de Exportação que está sendo elaborado pelo MDIC

publicado em 23 de fevereiro de 2015

AEB
Rio de Janeiro, 23 de fevereiro de 2015 – A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) elogia a iniciativa do Governo de criação do Plano Nacional de Exportação, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Porém, para a entidade, é necessário o Brasil voltar a ter uma política de comércio exterior calcada no efetivo apoio às exportações, como forma de retomar o crescimento econômico. Nesse sentido elaborou uma série de sugestões para estimular o segmento, sendo as prioritárias as para os programas Reintegra e Proex, assim como que haja previsibilidade para o exportador brasileiro.

As propostas elaboradas pela entidade devem ser entendidas como um reforço aos programas já existentes, mas que necessitam serem permanentes, e os que necessitam de ações complementares. Para maximizar os resultados das medidas a serem anunciadas pelo Plano Nacional de Exportação, a AEB considera indispensável e imprescindível que o conjunto de suas propostas proporcione previsibilidade ao exportador brasileiro, ou seja, que sua aplicação não tenha caráter conjuntural e temporário, mas estrutural e permanente.

“O foco está na competitividade, entendida como a capacidade de Governo e Setor Privado criarem as condições para que as empresas possam colocar seus produtos e prestar serviços no exterior, em condições de enfrentar adequadamente os concorrentes”, diz o documento.

(mais…)

  • Anuncie Aqui

Page 1 of 37912345...102030...Last »