• Anuncie Aqui

Abertas inscrições do Webimar da Apex sobre agro-investimentos

publicado em 25 de setembro de 2017

Estão abertas as inscrições até 27/9 para o webinar “Agro+Investimentos”, organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). No evento serão apresentadas as oportunidades de atração de investimentos estrangeiros e parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e estrangeiras previstas para 2017. A transmissão será ao vivo na quinta-feira 28/9, das 15h às 16h30.

A ideia é que o evento possibilite a formação de um banco de oportunidades no agronegócio brasileiro, o que será apresentado a potenciais investidores estrangeiros em feiras, congressos e outros eventos, tanto no Brasil como no exterior. As áreas com oportunidades para a realização de investimentos no agronegócio brasileiro são numerosas e estão ligadas aos setores de carnes, grãos, frutas, café, lácteos, pescados, florestal, energético, dentre outros. Com investimentos além da produção agropecuária, percorrendo os setores de máquinas e equipamentos, insumos, processamento, armazenamento, transporte, infraestrutura logística entre outros.

(mais…)

Balança comercial: superávit de setembro chega a US$ 1,270 bilhão na quarta semana

publicado em 25 de setembro de 2017

No ano, as exportações totalizam US$ 159,973 bilhões e as importações, US$ 108,028 bilhões, com saldo positivo de US$ 51,945 bilhões

Com exportações de US$ 4,808 bilhões e importações de US$ 3,538 bilhões, na quarta semana de setembro, a balança comercial brasileira teve superávit de US$ 1,270 bilhão. No mês, as exportações somam US$ 14,031 bilhões e as importações, US$ 10,192 bilhões, com saldo positivo de US$ 3,839 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 159,973 bilhões e as importações, US$ 108,028 bilhões, com saldo positivo de US$ 51,945 bilhões.

A média das exportações da quarta semana (US$ 961,5 milhões) ficou 4,3% acima da média até a terceira semana (US$ 922,3 milhões), em razão do aumento nas exportações de produtos semimanufaturados (8,0%, por causa, principalmente, de açúcar em bruto, catodos de cobre, semimanufaturados de ferro e aço, ferro fundido, e estanho em bruto) e básicos (6,8%, por conta de minério de ferro, petróleo em bruto, farelo de soja, minério de cobre, cinzas e resíduos de metais preciosos). Por outro lado, caíram as vendas de produtos manufaturados (1,9%, em consequência de aviões, motores e turbinas para aviação, etanol, coque e betume de petróleo, automóveis de passageiros). Nas importações, houve aumento de 6,3%, sobre igual período do ano passado, explicado, principalmente, pelo crescimento nos gastos com bebidas e álcool, combustíveis e lubrificantes, farmacêuticos, instrumento de ótica e precisão e equipamentos eletroeletrônicos.

(mais…)

Governo busca diálogo com setor produtivo para facilitar comércio exterior brasileiro

publicado em 25 de setembro de 2017

Representantes da administração pública se reúnem com entidades privadas para discutirem ações de facilitação do comércio exterior brasileiro

O secretário de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Abrão Neto, e o Subsecretário de Aduana e Relações Internacionais da Receita Federal, Ronaldo Medina, presidiram, na última quarta-feira (20), a 2ª Reunião Ordinária do Subcomitê de Cooperação com o Setor Privado do Comitê Nacional de Facilitação de Comércio (Confac). Formado por integrantes do governo e representantes do setor produtivo, o subcomitê é uma instância consultiva sobre temas relacionados ao cumprimento do Acordo de Facilitação de Comércio (AFC) da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Durante a reunião, o secretário Abrão Neto apresentou aos membros do Subcomitê o Plano de Trabalho do Confac para o período 2017-2018, aprovado na 112ª Reunião do Conselho de Ministros da Camex, realizada no último dia 25 de julho. O Plano de Trabalho é composto por sete eixos e prevê uma série de atividades a serem realizadas para facilitar e desburocratizar o comércio exterior brasileiro com cronograma específico para conclusão de cada etapa.

(mais…)

Déficit da balança do setor eletroeletrônico cresce 19% de janeiro a agosto

publicado em 25 de setembro de 2017

O déficit da balança comercial dos produtos elétricos e eletrônicos somou US$ 15,28 bilhões no acumulado de janeiro a agosto deste ano, 19% acima do registrado no mesmo período de 2016 (US$ 12,83 bilhões). As informações são da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

O resultado foi consequência do crescimento de 14,8% das importações, que vinham caindo nos últimos dois anos, uma vez que as exportações ficaram praticamente estáveis neste período.

No acumulado dos primeiros oito meses de 2017, as importações de produtos elétricos e eletrônicos somaram US$ 19,0 bilhões, 14,8% acima das ocorridas em igual período de 2016 (US$ 16,6 bilhões).

As exportações somaram US$ 3,77 bilhões, 0,2% acima das registradas no mesmo período de 2016 (US$ 3,76 bilhões).

(mais…)

Exportações de calçados registram queda em volume em agosto

publicado em 25 de setembro de 2017

A oscilação do câmbio, especialmente com a valorização do real sobre o dólar – o que aumenta o preço do calçado verde-amarelo no exterior – tem causado efeitos negativos nos embarques. Conforme estatísticas elaboradas pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), em agosto foram embarcados 9,5 milhões de pares para o exterior, 4,4% menos do que no mesmo mês do ano passado. Já em receita, o número fechou em 91,3 milhões, com um incremento de 4,2%. No acumulado dos oito meses do ano, os calçadistas somaram 77 milhões de pares exportados, o que gerou US$ 699,47 milhões em divisas, altas de 0,5% em volume e de 13,2% em dólares no comparativo com igual ínterim de 2016.

Para a Abicalçados, o número que determina assertivamente a performance nas exportações é o volume embarcado, já que o valor oscila de acordo com o câmbio. “Os custos das empresas são em reais, moeda forte. O câmbio, neste momento, está prejudicando os embarques, pois nosso produto está cerca de 10% mais caro do que no mesmo período do ano passado, inibindo os compradores internacionais”, explica.

(mais…)

Apex-Brasil e Delegação da União Europeia no Brasil lançam mapa bilateral de investimentos

publicado em 23 de setembro de 2017

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Delegação da União Europeia no Brasil lançaram na última quinta-feira (21), o Mapa Bilateral de Investimentos Brasil – União Europeia. O documento foi construído a partir de dados oficiais e informações de investimentos estrangeiros diretos anunciados com o histórico recente da relação de investimentos entre o país e a União Europeia.

A análise dos investimentos realizados entre 2006 e 2015 demonstrou que Brasil e União Europeia possuem um longo relacionamento comercial, com robustos investimentos bilaterais em setores como mineração, agronegócio, produção de bens e serviços de alto valor agregado.

(mais…)

Camex zera Imposto de Importação para 115 máquinas e equipamentos industriais sem produção no Brasil

publicado em 22 de setembro de 2017

Foram publicadas nesta sexta-feira no Diário Oficial da União duas novas Resoluções da Câmara de Comércio Exterior (Camex) com a descrição dos 115 equipamentos sem produção no Brasil que terão alíquotas de importação reduzidas de 16% e 14% a zero, até 30 de junho de 2019.

A Resolução Camex nº 78 especifica os 105 ex-tarifários para bens de capital, sendo 85 referentes a pedidos novos e 20 a pedidos de renovação, e a Resolução Camex nº 77 traz a relação de dez ex-tarifários para bens de informática e telecomunicações (oito novos e duas renovações).

As empresas que solicitaram o benefício à Camex informaram que a redução de alíquotas para os 115 itens vai diminuir custos de investimentos produtivos. Os equipamentos importados serão utilizados em projetos nos quais o setor privado vai investir mais de US$ 798 milhões, principalmente nos setores da construção civil, automotivo e alimentício.

(mais…)

Setor eletroeletrônico registra déficit de 19% neste ano

publicado em 22 de setembro de 2017

O déficit da balança comercial dos produtos elétricos e eletrônicos somou US$ 15,28 bilhões no acumulado de janeiro a agosto deste ano, 19% acima do registrado no mesmo período de 2016 (US$ 12,83 bilhões). As informações são da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

O resultado foi consequência do crescimento de 14,8% das importações, que vinham caindo nos últimos dois anos, uma vez que as exportações ficaram praticamente estáveis neste período.

No acumulado dos primeiros oito meses de 2017, as importações de produtos elétricos e eletrônicos somaram US$ 19,0 bilhões, 14,8% acima das ocorridas em igual período de 2016 (US$ 16,6 bilhões).

(mais…)

Governo lança consulta ao setor privado sobre Novo Processo de Importação

publicado em 21 de setembro de 2017

Mais de quarenta mil importadores serão beneficiados com novas funcionalidades do Portal Único de Comércio Exterior

O governo federal realiza, a partir de hoje e pelo prazo de 30 dias, consulta pública sobre o Novo Processo de Importação, no âmbito do Programa Portal Único de Comércio Exterior. A reformulação, que deve ser implementada até o fim de 2018, beneficiará mais de quarenta mil importadores.

A proposta, construída em estreita parceria com o setor privado, objetiva estabelecer procedimentos que darão maior eficiência e celeridade ao processo de importação, além de viabilizarem o controle mais eficaz e efetivo das operações.

As sugestões apresentadas por meio da consulta serão tecnicamente analisadas pela equipe técnica do Programa Portal Único de Comércio Exterior e, caso pertinentes, consideradas durante a próxima etapa do Projeto.

(mais…)

Grendene investe para crescer no mercado árabe

publicado em 21 de setembro de 2017

Indústria brasileira de calçados vem realizando ações para garantir manutenção e crescimento das vendas à região. Empresa tem 20 lojas em países árabes e espera abertura de novos pontos nos próximos anos.

A indústria brasileira Grendene, uma das maiores produtoras mundiais de calçados, tem realizado ações para garantir a manutenção e o crescimento das suas vendas nos países árabes, frente a um consumo afetado pelos preços menores do petróleo e pela instabilidade política regional.

“A Grendene acredita em uma recuperação gradativa, pois os países já realizaram algumas mudanças em suas políticas econômicas internas, garantindo o crescimento das vendas no varejo destes países, principalmente a Arábia Saudita”, afirmou o gerente de exportações da empresa, Mario Luiz de Oliveira, em entrevista à ANBA por email.

A Grendene tem forte presença no mercado árabe e, na região, exporta para Arábia Saudita, Argélia, Bahrein, Catar, Egito, Emirados Árabes Unidos, Iraque, Jordânia, Kuwait, Líbano, Líbia, Marrocos, Mauritânia, Omã, Sudão e Tunísia. Várias das suas marcas, como Melissa, Ipanema e Rider, são bem populares entre os consumidores árabes.

(mais…)

  • Anuncie Aqui

Página 1 de 23712345...102030...Última »